À Conversa com Tânia Moreira!

3 Comentários

À Conversa com Tânia Moreira!

Olá!

Hoje apresento mais uma Mãe de gémeas, a Tânia.

A Tânia é uma guerreira que nunca desistiu do seu sonho de ser Mãe!

Fiz-lhe algumas perguntas para nos contar um pouco da sua história e dar força para tantas Mães que estão desse lado.

Espero que gostem e que vos seja útil!

Obrigada Tânia pela partilha.  <3

Beijinhos,

Aos Pares: O que é para ti ser mãe?

T: Sem sombra de dúvidas é o que me completa, me enche de orgulho a cada dia, me preenche enquanto mulher, é uma bênção divina. Fui escolhida e abençoada por Deus. É uma responsabilidade total, comecei a ver a vida de outra forma, a pensar sempre nas minhas filhas, as opções passam sempre pelo que é melhor para elas.

 

Aos Pares: Qual a tua reação quando soubeste que estavas grávida?

T: Foram 10 anos a pensar nesse dia, foram 10 anos de guerra e de força sem nunca desistir. A vontade de ser Mãe era muita, mas a vida quis-me mostrar que só com todas as minhas forças seria possível esse sonho! Fiz alguns tratamentos através de injeções. Fiz 2 fertilizações in vitro, mas só na segunda fertilização consegui engravidar.

25 de Fevereiro de 2015, 16h, hora prevista para ter o resultado tão esperado da análise ao sangue feita pela manhã. Estava muito calma, ansiosa mas tranquila ao mesmo tempo, não sei explicar, era como se tivesse a certeza que o meu dia era aquele. Até que liguei para o hospital e ao perguntar do outro lado ouvi “ Parabéns Mamã, está grávida”. Só consegui dizer muito muito obrigado!! Lembro-me que só me apetecia sorrir. Enviei uma foto ao meu marido a dizer “ Dentro de mim existem 2 corações apaixonados por ti” ( ainda não sabia que eram 3).

Emocionei-me bastante e só me apetecia abraçar a minha barriga. J

 

Aos Pares: Sempre desejaste ter mais que um filho, qual o teu número ideal?

T: SIM!! SIM!!

Desde sempre só me imaginava com 5, era o número ideal J. Uma casa cheia, cheia de felicidade, barulho, confusão, tudo desarrumado, mas com muito amor. Era assim que me imaginava Mãe!! Mãe de Rapazes! J Hoje tenho 2 princesas e não me imagino sem ser Mãe de meninas. Adoro os 50 tons de rosa, os lacinhos e os folhinhos. Se gostava de ter mais filhos? Adorava, mas a vida financeira não me permite mais. Quero dar tudo o que poder às minhas filhas, quero um futuro seguro e estável para elas. Hoje sei que 5 era demais, mas 3 era perfeito. Agora se o euromilhões me sair, era tentar no príncipe da casa :).

 

Aos Pares: A tua gravidez correu bem? Alguma recomendação para as grávidas durante a gravidez?

T: Adorei estar grávida, adorei a minha barriga a cada aumento, a cada dia, a cada toque. Adorei a sensação de ter duas vidas comigo, duas pérolas no quentinho da minha barriga, foi a fase que me senti mais linda. Infelizmente às 24 semanas fiquei internada em repouso absoluto, foram 89 dias de internamento, foram dias longos, mas com o pensamento, por elas tudo. As minhas filhas eram a minha força, o meu sorriso era o bem estar delas. A minha boa disposição era para elas se sentirem seguras que a Mãe aguentava estar naquela situação. Em pleno verão, o saber que enquanto uns iam para a praia apanhar sol, eu continuava branquela, mas cheia de cor dentro de mim J. Sou muito positiva e acho que nesta fase consegui mesmo agarrar-me ao saber o que sou. “Pensamentos Felizes, Fazem-nos voar!” A minha inspiração nos 89 dias. Queria aproveitar e deixar aqui mais do que um beijinho gigante para todas as enfermeiras, médicos e auxiliares do Hospital Santos Silva em Gaia no especializado de obstetrícia, Vocês foram exemplares. Obrigado!!

Recomendo repouso e aproveitem todas as horas para dormir :).

 

Aos Pares: O que levar na mala de maternidade?

T: Não fui eu a preparar, tive a sorte de ter um marido, uma mãe e irmã que tiveram esse privilégio.

Mas aconselho a levar pouca coisa. O essencial para o bebé, o básico que todos os hospitais pedem sem grandes quantidades. Isto porque o pai vai lá todos os dias pode levar tudo bem fresquinho. Por exemplo, as toalhas de banho. Sou muito prática e cada vez mais. Os produtos de higiene para o bebé e para a mãe. Uma faixa que acho muito importante levar para usar mal se levantem. Um batom com um brilhozinho para os lábios. No meu caso precisei de uns fones para adormecer a ouvir música e me deixar sonhar com mais uma semana vencida.

 

Aos Pares: Quais são as tuas rotinas diárias como mãe e mulher?

T: Como já disse, as minhas rotinas passam pelas minhas filhas, tudo em função de aproveitar o máximo de tempo com elas, vê-las crescer. Felizmente tenho uma mãe que me ajuda imenso e a quem eu devo muito. Deixo as minhas filhas com ela para ir trabalhar. Tento conciliar a vida de casa, gosto de uma casa limpa e organizada. Mas desde que as minhas filhas nasceram que se tiver que deixar o pano do pó para brincar com elas, nem penso 2 vezes, é instantâneo, primeiro elas, depois a casa J

 

Aos Pares: Consegues conciliar a vida de mãe com o trabalho?

T: Ahahah… sim não tenho alternativa! Tenho que trabalhar, a minha mãe fez-me bonita e não Rica J J Trabalho numa empresa há 10 anos e ultimamente tenho um novo Projecto com uma amiga. A Believe eventos, uma página no Facebook que é o realizar de um sonho. Tenho um tesouro demasiado grande lá em casa para sustentar, tem que ser, uns ajustes e lá se consegue!!

 

Aos Pares: Qual o papel do Pai aí em casa?

T: Cá em casa o papel do Pai é fundamental. O pai faz tudo desde o primeiro dia, foi o meu grande apoio naqueles primeiros meses de incerteza e dúvidas. É o verdadeiro Pai, que muda fraldas, dá banho, dá a sopa, que se levanta de madrugada, que brinca com elas, que as adormece e adormece com elas :).

É um super pai!! O marido e pai que um dia eu sonhei com a casa cheia de filhos J

Somos práticos, normalmente tentamos fazer todas as tarefas juntos, somos uma família e é assim que tem de ser. Vamos os 2 dar banho, aproveitamos e brincamos os 4. Como umas vezes li aqui, Pai de gémeos não ajuda, pai de gémeos faz!!

 

Aos Pares: Qual o episódio mais divertido e o mais caricato que tiveste com os teu filhos?

T: Sei lá, vivemos no “nosso” mundo tão encantado, que temos tantos momentos tão divertidos, tão nossos, mágicos e de felicidade. O que o sorriso delas nos transmite já é tão puro, tão cheio de alegria. Todas as brincadeiras, não me importo se sujam a roupa, se molham os pés numa poça, desde que isso as tenha feito solta umas gargalhadas ou dobrar o riso, já me divirto imenso, como diz a música “Felices los 4”.

 

Aos Pares: Qual o maior susto que apanhaste como Mãe?

T: Graças a Deus nunca me deram grandes sustos. São crianças saudáveis, sem grandes preocupações.

Mas consigo lembrar-me do primeiro e único em que a Vitória caiu. Fui deixá-la de manhã na minha mãe, para ir para o comboio. Sei que estava com ela ao colo, coloquei-a no chão e só me virei e dei 2 passos e ouvi pum, quando me virei e a vi no chão, a chorar e com tanto sangue na cara. Fiquei sem reação! Quase paralisei, a minha reação foi pegar na minha outra filha e tirá-la de lá porque também já estava a chorar. Foi mais o susto, bateu com o lábio e deve ter trincado a chupeta e também ajudou ter dado com os dentinhos no chão.

 

Aos Pares: És preocupada com a roupa dos teus filhos? Qual a tua loja preferida?

T: Sim, sou bastante. Gosto que elas andem sempre lindas e cheirosas. Já são muito vaidosas. Aproveito algumas roupas que me dão de filhas de amiga, ficam sempre novas. Mas normalmente compro na Zara, na Zippy, são lojas mais acessíveis e com roupa de qualidade e o preço bastante em conta.

Não gosto de as vestir de igual, mas gosto de as vestir nos mesmos tons, não gosto de roupa de “bonecada”. A nível de moda gosto mais da Zara, perco a cabeça às vezes. A Zippy tem uns body fantásticos com licra que sou fã.

 

Aos Pares: Qual o teu maior desejo e o teu maior medo como mãe?

T: Desejo que a vida seja cheia de luz, que as ilumine nos seus medos e as encaminhe e guie no caminho certo. Que sejam sempre as princesas da mamã, cheias de vida e felizes. O meu maior medo é de alguma forma errar ao desempenhar a minha função enquanto mãe.

 

Aos Pares: Como gostas de passar o teu tempo em família?

T: Programas a 4, passear com elas, ir ao parque, deixá-las correr e aproveitar o ar puro. Ir à praia, tomar banho de areia. Adoro os domingos de manhã, dançarmos os 4 em casa, como malucos em frente ao espelho, fazemos da nossa sala uma pista de dança. É brutal a forma como elas dançam e riem ao mesmo tempo (normalmente já são 9h da manhã, mas cá em casa já o dia vai longo).

 

Aos Pares: Os filhos dão-nos muitas alegrias, qual a maior que tiveste?

T: A primeira grande alegria, foi no dia em que nasceram. Nunca vou esquecer a felicidade que senti mal a Vitória nasceu, colocaram-na do meu lado, de cabeça para baixo, para lhe dar um beijinho. O seu rosto parecia que tinha um pelicula de tão liso e branquinho que estava. Foi um momento único. Hoje as alegrias são diárias, ainda são pequeninas, mas enche o meu coração virem a correr e a sorrir para os meus braços.

 

Aos Pares: Recomendações pós-parto?

T: Essencialmente muito descanso! Aproveitem o vosso momento, privem as visitas. O descanso é fundamental para as noites mal dormidas. Para as dúvidas que surgem e para o “não sou capaz” (Tive muito medo da depressão pós-parto, estive tão perto, senti isso, daí recomendar o máximo descanso possível.) Depois um bom creme, o melhor para mim é uma faixa, confesso que fui muito preguiçosa, mas que faz milagres faz.

 

Aos Pares: Quias as roupas que aconselhas às grávidas?

T: Bom no meu caso o que mais usei foi pijamas, mas na altura antes de ficar internada, comprei na Primark umas camisolas de mamã, com uma malha fantástica, super confortáveis. Antes disso utilizei a minha roupa normal.

 

Aos Pares: Essencial para a praia em família?

 

T: Protetor solar +50, guarda-sol, água, fruta, uma piscina pequena para as pequenas se entreterem ao brincar com água e muita muita diversão.

 

Aos Pares: Sugestão de programa para a férias?

T: Antes de mais acho que temos que ser práticos, rotinas 0!

Para nós os dois, férias no Verão é igual a praia… obrigatório! Como ainda são pequenas, este ano optamos por ir para casa de familiares, rumamos a sul. Aproveitamos para lhes mostrar essencialmente espaços verdes, muita natureza! Animais, convívio mais de perto. Para o ano queria muito a paz da costa alentejana, vamos ver!!

 

Aos Pares: Ser mãe é…

T: O mais doce da minha vida, o que de melhor podia ser. É um amor incondicional, é um amor maior a cada dia, um amor que não se divide, multiplica-se em dobro. Um desafio grande, mas tão grande que nos faz sonhar acordados!

“Existem apenas duas maneiras de ver a vida. Uma em que não existem milagres e outra em que tudo é milagre”

Obrigada Mariana, um beijinho muito grande de nós os 4. <3 <3 <3 <3

 

Obrigada! <3

 

Achei que o Mundo ia acabar!
À conversa com a Psicóloga Benedita Moutinho – 7
3 Comentários
  • Berta Couto

    Responder

    Conheço estes pais maravilhosos, e sei que são muito carinhosos com estas duas lindas princesas!
    E, eu como Madrinha da Vitória sinto que também faço parte deste lindo conto de fadas!
    A minha comadre foi e é uma guerreira! Lutou muito e ganhou esta dura batalha, e, nós ajudamos.
    Um beijinho a todos os pais.

    • Mariana Seara Cardoso

      <3
      Beijinhos

  • Madalena Mota

    Responder

    Muitos parabéns super Tânia Tens umas princesas lindas Tudo supraditado eu revejo-me a 100%. Ñ se pode ter rotinas, todos os dias são diferentes
    Bjinhos nossos

Deixe um comentário