À conversa com Terapeuta do Sono, Mafalda Navarro – 9

2 Comentários

À conversa com Terapeuta do Sono, Mafalda Navarro – 9

É ler e reflectir.

Texto que nos  ajuda a todos muito.

Obrigada Mafalda. 🙂

Porque é que recomendo uma rotina ao deitar sempre igual?

Em todas as casas há uma rotina na hora de deitar. Um momento que antecede o deitar na cama e fechar as luzes. Às vezes é apenas um ritual, uma sucessão de acontecimentos, geridos pelas próprias crianças. Mas este não deve ser um momento do dia desvalorizado, ou mais uma tarefa para despachar.

Esta altura do dia é sem duvida a mais assustadora. Estamos a pedir aos nossos filhos que fechem os olhos e confiem que está tudo bem, que nada de mau vai acontecer. Mas nem sempre isto é tão simples e fácil de acreditar. As crianças, tal como os adultos, também têm ansiedades, medos, desconfianças. Têm é dificuldade em verbalizá-los. Como tal, acabam por arranjar outras estratégias, não tão fáceis de interpretar, para mostrarem aos pais que não estão seguras. Uns choram quando são postos na cama, outros imploram para adormecer noutro espaço, outros arranjam mil desculpas para ter os pais no quarto, ou ainda outros que precisam de festinhas ou só dar a mão para adormecer. Qualquer uma das estratégias mostram-nos que não se sentem tranquilos para adormecerem sozinhos. São formas de comunicar connosco, de dizerem que não estão seguros.

São 8, 9 ou 10 da noite eles precisam de adormecer para estarem bem no dia seguinte, e nós para termos tempo de adultos, seja a jantar, a conversar ou a arrumar o que falta da casa.

Uma forma de contornar este momento, que pode ser angustiante para os filhos e desesperante para os pais, é adoptar uma rotina adequada. O primeiro passo é deitar o bebé/criança a uma hora apropriada. Garantir que o nosso filho não está já cheio de sono, rabugento, e impossível de aceitar as nossas sugestões. Depois sermos nós pais a delinear um plano de acção. Devemos ser nós a organizar a sucessão de tarefas, para onde vão eles depois do jantar e o que precisam de fazer antes da cama. Nesta altura as actividades já devem ser mais calmas para que eles comecem também as baixar os níveis de actividade. Não é aconselhável o uso de écrans, que só aumenta a actividade cerebral, nem de brincadeiras que os deixe agitados. Depois da higiene feita, o ideal é encaminharem-se já para o quarto onde devem passar a noite, e terem um momento tranquilo de qualidade. Gosto muito de sugerir o momento de ler uma historia, onde eles podem estar sentados ao nosso colo. Para além de os acalmar, ainda damos miminho, indispensável antes de adormecerem. No caso dos mais novos, aqui refiro-me aos bebés mesmo pequenos, podemos substituir a história por um momento de colo, com ou sem música, mas já perto da cama deles. Assim, têm na mesma, uma actividade tranquila com mimo.

Quando terminam a historia, ou outra actividade que os tranquilize, já podem ir dormir. Cada família pode, e deve, escolher como organizam esta fase do dia. Podem ser acrescentados pequenos momentos nesta fase que façam sentido, o ideal é que seja tempo de qualidade e não de ansiedade. Mesmo quando estamos cansados ou stressados com tarefas por fazer, devemos lembrar-nos de que eles precisam desta tranquilidade para que depois a noite corra bem. O mais importante é que faça sentido para todos e que seja repetido diariamente. O facto dos bebés/crianças poderem antecipar o que vai acontecer, deixa-os mais seguros para depois fecharem os olhos. Eles vão buscar segurança nos pais, no mimo e na atenção que recebem, e ainda na previsibilidade dos acontecimentos.

__

Dúvidas podem deixar aqui. 🙂

À conversa com Ana Catarina Silva!
2 Comentários
  • Ana luisa

    Responder

    Aqui com a mudança da hora tem sido um caus e acho que os 4 dentes a nascer ao mesmo tempo não ajudaram muito. Temos quase 8 meses . Hellpppp

    • Mariana Seara Cardoso

      Vai melhorar! 🙂
      Pensamento positivo.

Deixe um comentário