A pele atópica! Um problema bem pior do que eu imaginei.

4 Comentários

A pele atópica! Um problema bem pior do que eu imaginei.

Tenho 4 filhos e desde que eles nasceram que o cuidado com a pele deles é uma das minhas preocupações.

São todos diferentes fisicamente, mas no que toca a pele, estão divididos.  A Matilde e a Francisca têm uma pele normal e boa, ou seja, com um creme normal nunca tive preocupações, uso desde sempre o mesmo e tem corrido bem, altero só o ABCDerm Leite hidratante do verão para o inverno para o ABCDerm Cold Cream, pois é mais nutritivo para alturas mais frias e em que a pele precisa de uma hidratação extra. Sou apologista de manter o ritual quando os nossos filhos se dão bem.

O Tomás e a Maria do Carmo já têm uma pele seca, pode dizer-se que têm pele atópica e com eles tenho de ter cuidados redobrados. O Tomás teve apenas uma crise isolada até hoje, mas foi péssima, nesse altura, tinha 6 meses e fez eczemas e tudo, metia dó, tinha imensas comichões e até fez feridas… A Pediatra disse logo que iria ter mais cuidados com a pele dele.  Durante essa crise usei a gama Atoderm Intensive e um creme com cortisona que não me lembro do nome.  Hoje em dia vou alternando o creme normal com os cuidados específicos para a pele atópica quando a pele dele começa a ficar mais seca, usando no banho o Atoderm Intensive Gel moussant e Atoderm Intensive Baume na hidratação. A Maria do Carmo nunca teve uma crise tão acentuada como o Tomás, mas tem muitas vezes a pele seca e no último verão ficou com umas manchas que agora percebi que são um dos sintomas da pele atópica.  Os cuidados com ela são os mesmos que com o Tomás.

No outro dia, a convite da BIODERMA por ter dois filhos com pele atópica, estive presente na Jornada Multidisciplinar Atopia 360º, na Fundação Champalimaud, onde o tema foi debatido com detalhe e até ao limite. Aprendi muito e vi que graças a Deus os meus filhos são uns “sortudos” nesta doença, e ao pé de muitos não têm rigorosamente nada… é uma sorte, pois uma pele atópica é muito complicada e hoje vou tentar explicar o que aprendi e responder a algumas questões que alguns de vocês me deixaram no Instagram. Se ficarem com mais dúvidas, também as podem deixar aqui.

Nesta jornada, estiveram presentes as dermatologistas Dra. Cristina Tapadinhas e Dra. Maria Sanches, a pediatra e imunoalergologista Dra. Isis Monteiro, membros da Associação Dermatite Atópica Portugal (ADERMAP), pais de crianças que sofrem de dermatite ou eczema atópico “a sério”, e vários farmacêuticos que como eu estiveram a ouvir e a aprender mais sobre o tema para poderem ajudar de forma mais eficaz os pais, e doentes que aparecem nas suas farmácias.

A atopia é uma patologia multifactorial que se pode expressar de várias formas, tais como dermatite atópica, rinite alérgica, conjuntivite alérgica, asma, urticária e alergia alimentar. Vai muito além do que imaginei e como eu própria sofro de rinite ainda foi mais interessante.

A dermatite atópica é definida como uma doença crónica da pele que apresenta como principais sintomas a comichão, vermelhidão e irritações. Existem vários graus e quem tem um grau mais elevado sofre bastante e tem a sua vida muito condicionada. A maneira de tratar as crises também é diferente consoante o grau de manifestação.

Esta doença não é contagiosa, mas sabemos que já  afeta muitas famílias e que existe pouca informação sobre o tema, daí a importância da realização desta jornada. Acreditem, do que vi e ouvi do testemunho das famílias presentes é uma doença muito complicada e que interfere diariamente na qualidade de vida destas pessoas.

Vou deixar aqui as respostas às perguntas que me deixaram no Instagram.

 

P&R:

Estou grávida e tenho curiosidade, qual a melhor prevenção num bebé?

Habitualmente, os sintomas de dermatite atópica surgem nos primeiros 3 a 4 meses.Para o banho, deverá procurar um produto hidratante,  com uma base lavante suave, sem sabão. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. O ABCDerm Leite Hidratante está indicado para a pele seca e potencialmente atópica do bebé  desde o nascimento.

No verão qual a melhor forma para evitar os grandes  eczmas na pele?

A exposição ao Sol (helioterapia) é benéfica para a maioria dos doentes, pela ação anti-inflamatória. Nesta estação a escolha da roupa também é importante, sendo aconselhado o algodão macio. Não utilizar calçado que faça transpirar e que não tenha capacidade de absorver esse suor. Devemos então evitar tudo o que sobreaqueça a criança, pois a transpiração irá provocar agravamento das lesões e prurido no eczema atópico.

 Sugestões para quem tem  pele Atópica?

Recomendamos que o banho diário seja de curta duração e com água morna. O produto de higiene deverá ser hidratante,  com uma base lavante suave e sem sabão. Aconselhamos que seque a pele sem esfregar. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. Sugerimos que use roupa de algodão macia, em substituição da lã, do nylon e outros têxteis ásperos. Deve excluir também o calçado de plástico e borracha. Retire as etiquetas em contacto com a pele e não agasalhe demasiado as crianças para evitar a transpiração. Aconselhamos a  não aquecer demasiado o quarto e a aspirá-lo frequentemente, incluindo colchões, cortinados e estofos. Também será importante lavar os peluches e não utilizar alcatifas e tapetes.

 Existem alimentos que possam ajudar na melhoria de uma pele atópica?

As recomedações dietéticas relacionadas com a dermatologia atópica não são só sobre restrições. Examente o oposto, o objetivo deveria ser incluir na dieta tantos alimentos ricos nutricionalmente quanto possível. Legumes e frutas, como os frutos vermelhos (uvas, mirtilos, framboesas, groselhas e amoras), pois raramente causam reações alérgicas (à exceção dos morangos) e não contêm muito açúcar. Pêssegos e damascos também poderá ser uma opção a acrescentar. Também deve ingerir frutos secos e sementes. Os mais importantes nutricionalmente são as nozes, as avelãs e as amêndoas. Relativamente às sementes, o foco deve ser a linhaça, que é rica em ácidos gordos essenciais e vitamina E.  Os peixes também são uma fonte rica de ácidos gordos Ómega-3 que têm execlentes propriedades anti-inflmatórias e reforçam a imunidade.

O sol ajuda? E a água salgada também?

A exposição ao Sol (helioterapia) é benéfica para a maioria dos doentes, pela sua ação anti-inflamatória.

Os doentes com dermatite atópica podem usufruir de banhos em piscinas ou no mar sem qualquer problema. Devem, no entanto, ter cuidados de higiene após a saída do local do banho, garantindo a remoção do sal ou do cloro, pois pode irritar a pele e agravar o prurido. Se o doente apresentar lesões, o contacto com o sal da água do mar poderá agravar os sintomas, como o ardor.

O meu filho tem pele atópica, qual acha a melhor maneira de evitar grandes crises

Recomendamos que o banho diário seja de curta duração e com água morna. O produto de higiene deverá ser hidratante,  com uma base lavante suave e sem sabão. Aconselhamos que seque a pele sem esfregar. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. Sugerimos que use roupa de algodão macia, em substituição da lã, do nylon e outros têxteis ásperos. Deve excluir também o calçado de plástico e borracha. Retire as etiquetas em contacto com a pele e não agasalhe demasiado as crianças para evitar a transpiração. Aconselhamos a  não aquecer demasiado o quarto e a aspirá-lo frequentemente, incluindo colchões, cortinados e estofos. Também será importante lavar os peluches e não utilizar alcatifas e tapetes.

Tenho um filho e tem pele atópica, estou grávida do segundo e quero saber se consigo fazer alguma coisa de prevenção para evitar crises!

Para prevenir as crises recomendamos que o banho diário seja de curta duração e com água morna. O produto de higiene deverá ser hidratante,  com uma base lavante suave e sem sabão. Aconselhamos que seque a pele sem esfregar. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. Sugerimos que use roupa de algodão macia, em substituição da lã, do nylon e outros têxteis ásperos. Deve excluir também o calçado de plástico e borracha. Retire as etiquetas em contacto com a pele e não agasalhe demasiado as crianças para evitar a transpiração. Aconselhamos a  não aquecer demasiado o quarto e a aspirá-lo frequentemente, incluindo colchões, cortinados e estofos. Também será importante lavar os peluches e não utilizar alcatifas e tapetes.

Por outro lado, tendo um filho com pele atópica, é possível que o seu bebé tenha também predisposição genética para a atopia. Assim, recomendamos a utilização de um cuidado hidratante preventivo, desde o nascimento, tal como ABCDerm Leite Hidratante. Saiba mais em https://www.bioderma.pt/produtos/abcderm/leite-hidratante .

O inverno é pior? Muito creme?

Durante o Inverno, a pele fica mais seca devido a fatores externos, e por isso, mais desprotegida. Por exemplo, nesta estação fria, os banhos mais  quentes e prolongados tornam a pele mais frágil, e o uso de roupa de lã pode irritar a pele, originando desconforto e comichão. É muito importante garantir uma adequada hidratação e nutrição da pele.

Dicas para evitar crises maiores? ou Os meus gémeos têm os dois, mas pouco.  Alguma maneira de prevenir crises?

Recomendamos que o banho diário seja de curta duração e com água morna. O produto de higiene deverá ser hidratante,  com uma base lavante suave e sem sabão. Aconselhamos que seque a pele sem esfregar. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. Sugerimos que use roupa de algodão macia, em substituição da lã, do nylon e outros têxteis ásperos. Deve excluir também o calçado de plástico e borracha. Retire as etiquetas em contacto com a pele e não agasalhe demasiado as crianças para evitar a transpiração. Aconselhamos a  não aquecer demasiado o quarto e a aspirá-lo frequentemente, incluindo colchões, cortinados e estofos. Também será importante lavar os peluches e não utilizar alcatifas e tapetes.

Como é percebo se o meu filho tem pele atópica?

A pele atópica caracteriza-se por sinais/sintomas como pele muito seca, áspera, inflamada e com comichão.  Recomendamos consultar um especialista para diagnóstico especializado.

A pele atópica aparece logo quando nascem ou podem vir a ter mais tarde? Estou grávida de gémeos de 25 semanas. 🙂

A dermatite atópica, na maioria dos casos, tem início entre o terceiro mês de vida e os cinco anos de idade. Para prevenção, é aconselhado o uso desde o nascimento de ABCDerm Leite Hidratante, indicado no cuidado hidratante diário  da pele seca e potencialmente atópica . Saiba mais em https://www.bioderma.pt/produtos/abcderm/leite-hidratante

Qual o melhor tratamento?

Recomendamos que o banho diário seja de curta duração e com água morna. O produto de higiene deverá ser hidratante,  com uma base lavante suave e sem sabão. Aconselhamos que seque a pele sem esfregar. A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Em ambos deverão ser evitados: corantes, fragrâncias e conservantes. Sugerimos que use roupa de algodão macia, em substituição da lã, do nylon e outros têxteis ásperos. Deve excluir também o calçado de plástico e borracha. Retire as etiquetas em contacto com a pele e não agasalhe demasiado as crianças para evitar a transpiração. Aconselhamos a  não aquecer demasiado o quarto e a aspirá-lo frequentemente, incluindo colchões, cortinados e estofos. Também será importante lavar os peluches e não utilizar alcatifas e tapetes.

É bom ir à praia quando estão com crises?

Uma exposição solar responsável  (helioterapia) é benéfica para a maior parte dos doentes, pela sua ação anti-inflamatória.

Cá em casa temos todos pele atópica, gasto imenso dinheiro em cremes. Algum melhor que aconselhe?

A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Este não deverá conter: corantes, fragrâncias e conservantes. Na gama Atoderm, encontra um programa específico para a higiene e cuidado diário da pele atópica. Saiba mais em https://www.bioderma.pt/produtos/atoderm

Qual o melhor creme para prevenir?

A hidratação deverá ser assegurada por um produto nutritivo e que limite a adesão bacteriana. Este não deverá conter: corantes, fragrâncias e conservantes.

__

Para responder a estas e outras questões que diariamente surgem entre as famílias com casos de pele atópica, a BIODERMA reuniu uma equipa multidisciplinar composta por dermatologistas, alergologistas,   nutricionistas e psicólogos com o objetivo de proporcionar mais informação, conselhos e dicas a todos os que vivem com o desconforto da pele atópica, leiam tudo em https://www.bioderma.pt/saving-skin-and-more

 

É a primeira vez que isto me acontece!
Hoje quem acordou doente foi o Tomás...
4 Comentários
  • Edite Machado Ribeiro

    Responder

    Tenho uma filha de 4 anos e desde os 2 meses e meio que lidamos com a pele atopica e com a dermatite. A minha filha não tem crises, está numa constante crise. Diariamente sofre com o maldito prurido que se agrava durante a noite. Vivemos num pesadelo diário e com olhares reprovadores, comentários que nos enfurecem e nos entristecem, ainda dormes com ela…sim durmo e irei dormir para conseguir …

  • Edite Machado Ribeiro

    Responder

    Controlar o o coçar e evitar as feridas… Descobri a fundação de dermatite atopica francesa que me fez ver que não estamos sozinhos. E muito havia a dizer e a partilhar…mas fico por aqui… o creme que usa é da bioderma atoderm intensive e ainda cortisona e anti histamínicos…

  • Edite Machado Ribeiro

    Responder

    Deixo o meu email para todos os pais que precisarem de apoio.
    edite.machado.ecmr@gmail.com

  • Jaqueline Thomazi

    Responder

    Meu sobrinho que hoje tem 3 aninhos tem Atopia, manifesta desde alergia alimentar (leite, soja e ovo), asma, dermatites e renite. Quando picado por algum inseto logo tem reação. A alergista q fez o diagnóstico, falou q normalmente a criança manifesta primeiro as dermatites, depois a alergia alimentar, seguido da renite e por último a asma.

Deixe um comentário