Acabou-se a chucha?

20 Comentários

Acabou-se a chucha?

Ontem, como contei, fizeram 3 anos e foi um grande dia de festa! Ainda vai continuar no sábado, com os amigos… 😂 Não falam de outra coisa senão na festa, só dizem: “Mãe nunca mais chega, porquê?”

Com a chegada dos três anos, fui dizendo que a chucha ia acabar e que não podiam usar mais. Ontem falei com a Matilde sobre esse tema mal acordou…resposta: “Mãe, vou deitar a chucha ao chão, está bem?”

Estava cheia de medo da noite e de como ia correr… Apesar de o Tomás ter deixado a chucha por ele, a Matilde sempre adorou e foi muito mais complicado. Passou o dia de ontem bem e à noite acordou duas vezes. Custou-me levantar, mas vai ser por uma boa causa e os dentes agradecem!

Hoje o dia também correu bem. Vamos ver à noite se continua a acordar… Sendo que hoje estou de rastos e muito cansada, já que o dia e noite de ontem foi complicado. O Tomás, com o excitamento, não conseguia adormecer, tive que o deitar um bocado comigo e nessa altura não dormi nada….

Hoje devem estar cansados e tudo vai voltar à normalidade. Vamos ver se a chucha continua a não ser assunto…nem é pedida ou usada.

Por aí como foi? Como correu o deixar da chucha de quem gosta muito?

❤❤

P.S. Vejam o post que pus hoje à tarde e aproveitem os descontos. 🙂

 

Começaram as férias da Páscoa!
Parabéns amores da minha vida!
20 Comentários
  • Sofia Azevedo

    Responder

    Com o meu filho foi quase aos 4 anos. O que ele adorava a Chucha 🙂 Mas um dia, após várias idas à Quinta Pedagógica dos Olivais, decidiu deixar a Chucha dele na árvore das chuchas 🙂 Chorou nesse dia à noite, nos 2 dia a seguir… E depois habituou-se. Já lá voltamos, viu a Chucha dele pendurada na árvore mas nunca voltou atrás na sua grande decisão 🙂 Um valente!
    O importante é não ceder quando eles choram, por mais que nos custe. Vai correr bem. Beijinhos

    • Mariana Seara Cardoso

      Que amor. <3
      Beijinhos e obrigada pela partilha.

  • Neuza

    Responder

    Boa noite! Por aqui a Chucha também foi aos 3 anos que a largou. Fomos passear e a chucha voou e nunca mais apareceu ( história da mamã claro). Foi difícil ao início as noites mas foi só uma fase. Os dentinhos agradeceram muito pois já estava a ficar deformado numa semana notou- se uma diferença enorme. Vai ver que é só uma fase e vai passar depressa habituarem-se a andar sem chucha. 🙂

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada por partilhar, é sempre bom ouvir outras histórias.
      Beijinhos

  • Cátia

    Responder

    Com gêmeas não é fácil…. tiramos à um mês, assim fizeram os 3 aninhos!
    A minha Íris foi me ter no lixo! Já a minha Luísa perdeu (ou não! A mãe é que a fez desaparecer)…
    As primeiras três noites tive que levantar muita vez, uma das vezes tive que me deitar com a Luísa!
    E hoje, ainda falam nela mas como o camião do lixo levou uma e a outra não sei onde está, elas não têm!
    Acontece que a Luísa está a começar a chuchar no dedo… consequência de ter tirado a chucha!

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha.
      Beijinhos grandes. <3

  • Cláudia Zeferino

    Responder

    Por aqui já fiz uma tentativa falhada com a minha Matilde… Mas em julho quando fizer os 3 anos vai ter que ser mesmo a sério! Vamos ver se consigo. Beijinhos

  • Marta P.

    Responder

    Olá Mariana,
    Também sou mãe de 4, mas só com um par de gémeos 🙂 Os meus já são todos grandinhos (17, 16 e os gémeos com 11 anos) e todos foram diferentes no que toca a deixar a chucha. Não sei se é quase regra, mas os meus rapazes também deixaram de uma forma muito natural e cedo. Aliás, o Tomé (gémeo) nunca gostou muito. As raparigas foram mais resistentes. Mas assim que a chucha desapareceu, não voltou 🙂 E só custou mesmo as 2 primeiras noites. As crianças adaptam-se a novas situações muito melhor que nós, adultos. Espero que por aí seja pacífico também! Estou a adorar o blog 🙂 Beijinhos.

  • Isabel Silva

    Responder

    Bem, estou a ver pelos comentários que devo ser mesmo “má mãe”.
    Os meus filhos sempre tiveram 2 pupas (uma na boca e outra a roçar o nariz), a pequena aos 2 anos perdeu uma e na semana a seguir perdeu a outra mas perdeu-as mesmo!! Até tinha novas mas ela queria as velhas, a nossa sorte foi no dia a seguir a perder a ultima ouviu da boca da senhora da loja onde perdeu, que a tinha metido ao lixo. Dizia a toda a gente que perdeu a pupa mas a menina da loja meteu ao lixo, e nunca mais houve pupas.
    Já o rapaz tem hoje 6 anos, anda no 1º ano e ainda tem uma, e só porque eu fiz desaparecer a do nariz. A irmã hoje com 4 anos, bem goza com ele mas ele desde que a tenha não liga nenhuma. Mas sei que vou ter mesmo de a tirar porque já não vai lá com promessas ou conversas.

    • Mariana Seara Cardoso

      Não existem más mães, cada uma é a melhor para os seus filhos à sua maneira.
      Um beijinho grande. <3

  • Somethingmore.pt

    Responder

    Olá Mariana!
    Uma semana antes do meu filho João fazer 3 anos aconteceu o seguinte:
    Quando o estava a tentar adormecer ele rejeitou a chucha. Não percebi porquê e confesso que até insisti um pouco. Ele adormeceu com chucha, algo impensável até essa data.
    No dia seguinte comentei com os meus pais (que tomam conta dele) e pedi-lhes que fizessem o mesmo no sono da tarde. Quando foi dormir nessa noite pediu novamente como era seu hábito. Chorou mas não demos. Parecia que tinha feito reset da noite anterior e queria porque queria a chucha para nanar. Fomos persistentes e, embora custasse, mantivemos a nossa e aproveitamos esse facto. Agora estamos na fase da fralda…
    Boa sorte, os dentes agradecem!
    beijinhos

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha.
      Os dentes agradecem e muito, tinha mesmo de ser. 🙂
      Beijinhos

  • Sandra

    Responder

    Olá Mariana,
    O meu era viciado na chucha, já tinha 4 anos e meio…e foi porque teve aftas e não conseguia meter nada na boca, ai aproveitamos, de contrário ainda usava : ) e eu tirar à força estava fora de questão.

    Beijinhos

    • Etelvina

      Tenho dois filhos, já crescidos, 21 (menino- Nuno) e 18 (menina-Bia) e nenhum deles usou a chupeta. Nunca quiseram e o Nuno nem biberão usou.
      Deve ser por isso que têm os dentes perfeitos. Já viram o dinheiro que poupei em aparelhos.

      beijinhos

      • Mariana Seara Cardoso

        Obrigada pela partilha. Beijinhos <3

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha. Beijinhos 🙂

  • Lia

    Responder

    Por cá os meus gémeos também foram muito diferentes com a xuxu. O meu menino com cerca de ano e meio começou a recusar a xuxu a adormecer e já há algum tempo que durante o dia nem ligava nenhuma por isso deixou bem cedo.
    A minha menina adorava a sua xuxu, pelos 2 anos consegui convence-la a só usar para dormir a sesta e de noite. Pelos 3 anos comecei a “esquecer-me” de lha dar quando a adormecia. Ela as vezes pedia e eu tentava dizer-lhe que ela já era grande e não precisava, mas se ela insistia eu dava… Aos poucos deixou de pedir e foi assim sem stress e sem “traumas”. Tive muita sorte.
    Beijinhos e boa sorte

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha! ❤❤

  • Joana

    Responder

    Os meus miúdos, dois rapazes gémeos de 2 anos e meio, deixaram a chucha há cerca de três meses. Falei com a educadora da escola deles antes de a tirar para estarmos alinhadas na casa e escola e como já na escola eles adormeciam à tarde algumas vezes sem chucha decidimos tentar antes da chegada do mano (estou grávida de 8 meses e meio, atualmente). Como nos sugeriu também a educadora dissemos que a fadinha levou a chucha para dar aos meninos pequeninos mas trouxe um cd de música muito giro em troca. A primeira sesta e noite demoraram a adormecer mas foi muito mais fácil do que pensei. Sempre que falavam na chucha mencionávamos a fadinha e eles lá ficavam a pensar nisso.
    É engraçado que hoje, depois de três meses de terem deixado as chuchas e sem que falemos nisso, quando vêem uma fotografia de quando eram mais pequenos com chucha dizem “obrigado fadinha”. E no carro pedem sempre a música que trouxe a fadinha.
    Foi um processo muito giro, e a educadora deles deu-nos uma óptima ideia.
    Agora quando nascer o mano vamos ver se a chucha volta a ser assunto.
    Boas aventuras!

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha! 🙂

Deixe um comentário