Cesariana, o tema quente do momento

13 Comentários

Cesariana, o tema quente do momento. Desde que soube que estava grávida da primeira vez, pensei: Quero um parto normal, nem pensar numa cesariana! Mas as coisas nem sempre são como planeámos, pelo que temos de aceitar outras realidades.

Durante a minha primeira gravidez tudo correu às mil maravilhas, mas enquanto a Matilde estava encaixada para sair, o Tomás, com o pouco espaço que tinha, estava sentado. O médico alertou-me logo para a possibilidade de ser uma cesariana, para que nem o Tomás nem eu corrêssemos algum risco.

Na semana 36, numa noite que eu julgava normal… comecei cheia de contracções, dores fortíssimas que não me esqueço até hoje. Liguei ao médico que me diz: é hoje! Eu estava zero preparada, pensava que ainda aguentava mais uma semana. Fui acordar o meu marido e a minha mãe e disse: é hoje, é hoje!!! A mala ainda não estava completa e fiquei em pânico… fui directa ao consultório e vimos que estava tudo bem e que estava em trabalho de parto, já com 5 dedos de dilatação, ou seja, condições perfeitas para um parto normal, mas o Tomás continuava sentado… não podia mesmo arriscar a ter problemas.

Cheguei à clinica e numa hora estava com os bebés em cima de mim. Foi o dia mais feliz da minha vida!!!!

Não sei como teria sido se tivesse sido um parto normal, mas sei que com a cesariana os vi a nascer e que puderam vir logo para cima de mim para lhes dar um beijinho. Se é melhor ter um parto normal, se as dores são menores – acredito que possam ser, pois tudo o que é natural é natural. Mas é bom desmistificar as dúvidas de cesarianas. Quanto a mim, a minha cesariana foi perfeita e tive os bebés nos braços rapidamente.

Quanto à recuperação, foi mais chata nos primeiros dias, mas ao fim de uma semana tudo começou a normalizar.

Desta segunda gravidez, parece que nem vou ter hipótese, pois sei desde o início que vou fazer uma cesariana. Como tive um parto há tão pouco tempo, é mais seguro. Mas sei que se correr tudo tão bem como da primeira vez, sou uma mulher feliz e completa, com 4 filhos e cheia de amor para dar.

Acho que não se pode dizer que uma mulher é mais mãe por ter parto normal do que uma que teve cesariana. Dar à luz é sempre uma dádiva, é um momento mágico, seja de que maneira for. Devemos dar graças a Deus o facto de o termos conseguido e pedir por todas as mulheres que, infelizmente, ainda não conseguiram essa graça.

 

cesariana

 

As cólicas dos primeiros gémeos
Mãe de Gémeos, Grávida de… GÉMEOS!
13 Comentários
  • Vanessa Bárbara

    Responder

    Olá Mariana e muitos parabéns pela sua família linda!
    Descobri agora mesmo o seu blog e já aqui tem uma seguidora assídua! 🙂 De facto, como a Mariana diz, ser mãe é uma benção e então de 2 pares de gémeos, é a loucura total (no bom sentido da palavra :))!!
    Espero que corra tudo bem com as meninas que estão para chegar e que vá partilhando tudo o que quiser, pois é um prazer acompanhá-la!
    Acerca de dicas, não sou a pessoa indicada para dá-las pois ainda não tenho filhotes. Para mim não é tão fácil e temos de recorrer a técnicas de reprodução assistida e a “coisa” não está fácil, pois já vamos para a 4ª tentativa, mas com força, persistência e esperança, havemos de lá chegar!! 🙂

    Quanto ao assunto do post, não fui mãe ainda como disse, mas já fui submetida a uma cirurgia (tipo cesariana) e serei em Setembro operada novamente, pelo que, sem opção vou ter de ter também o/os meu/s filhote/s por cesariana e não me sinto “diminuída” por isso! Ser mãe não se define pela forma como os temos! 🙂

    Um grande beijinho para a família toda e muitas, muitas felicidades!!!
    Vanessa

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Vanessa,
      Obrigada pelo apoio e força.
      Infelizmente também tenho muitas amigas que tiveram ou têm dificuldades, mas deus está lá em em cima e vai ajudar-vos a todas, nunca desista.
      Tenho a certeza que logo logo vai ter essa missão, de ser mãe.
      Quando À CESARIANA é isso mesmo, não interessa como os filhos vêm, interessa é que nasçam com saúde e que tudo corra bem.
      Beijinhos,
      <3 <3

  • Nádia Santos

    Responder

    Olá Mariana!
    Desde já os meus parabéns. Ser mãe de gémeos era o meu sonho, mas ser mãe de 2 pares… deve ser uma experiência maravilhosa!! 🙂
    Eu tenho duas princesas lindas, de 5 anos e de 5 meses.
    Fiz duas cesarianas… não porque quis e as minhas princesas sempre tiveram encaixadas, simplesmente não fazia dilatação. Tinha contrações e rebentaram as aguas, mas depois dilatação nada!!
    Nunca me senti menos mãe por isso… algumas mães que conheço que tiveram parto vaginal, sempre me disseram que é outra experiência, que é sentir o verdadeiro “ser mãe”.
    Eu fiz duas cesarianas e na hora senti o que é ser mãe!!
    “MÃE É MÃE”, seja por parto vaginal ou cesariana!!
    Muitas felicidades para a Mariana 😉

    Beijinhos :*

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Nádia,
      Obrigada pelo apoio e partilha.
      Não podia concordar mais, mãe e mãe! ❤️❤️
      Um beijinho e até breve!

  • Brigite

    Responder

    Sigo o seu blog desde o inicio, mostro-o a toda a gente porque acho a Mariana uma Mulher incrível.
    Verdade que não tenho grande informação para fundamentar a opinião que tenho, mas considero-a uma ”Super Mulher”. Pela força, pelo Amor incondicional que mostra em cada palavra que escreve sobre os seus bébés e, a cima de tudo, pela forma positiva com que encara esta enorme prova-de-esforço que Deus lhe colocou no destino.
    Admito, sempre foi um sonho meu ser mãe de gémeos! Acho uma benção. A Mariana saberá com certeza o trabalho avassalador que (supondo eu) é mas tenho também a certeza que tudo vale a pena quando os vê felizes.
    Não a invejo, longe de mim mas quase a idolatro. Feliz ou Infelizmente, dependendo do ponto de vista de cada um, hoje em dia há a possibilidade de desistir dessas tais provas que Deus nos dá e ainda assim, com dois bébés praticamente recém-nascidos, e apesar do medo, a atitude de abraçar mais este desafio de receber dois novos anjinhos é de louvar.
    Tenho apenas 22 anos, uma vida imensa pela frente e mesmo podendo não ter gémeos sei por saber que nasci para ser mãe. E desejo um dia ser uma mãe como é a Mariana. Uma lutadora. Parabéns também ao pai, que não está em segundo plano pois decerto que sem ele, sem a ajuda, sem o apoio, a amizade, o Amor e a compreensão a Mariana não poderia ser tão fantástica como aparenta ser (sem desfazer, claro)!
    Muita sorte, muita saúde, muita força e coragem para o que aí vem. Que a Matilde, o Tomás, a Maria Francisca e a Maria do Carmo tenham uma vida repleta de Amor. Sim, de Amor. Porque a meu ver, o Amor é tudo e a vossa família é a prova viva disso.
    Um beijinho muito grande!

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Brigite!
      Até me vieram as lágrimas, que palavras tão queridas.
      É bom saber que gostam de nós ouvir, que podemos dar força a quem ainda não foi mãe e conseguimos transmitir tão bem os nossos sentimentos.
      Obrigada por cada palavra, vai ter uma família linda, tenho a certeza.
      Obrigada e até breve.
      Beijinhos,
      ❤️❤️

  • nylon porn

    Responder

    Fantastic article post.Really looking forward to read more. Fantastic.

  • Virus

    Responder

    wow, awesome blog. Really Great.

  • Boxhead 2Play

    Responder

    Enjoyed every bit of your article.Really looking forward to read more. Really Cool.

  • bachelorette party games

    Responder

    Im thankful for the blog article.Really thank you! Will read on…

  • adwcleaner download

    Responder

    I am so grateful for your blog post.Really thank you! Awesome.

  • sandalias

    Responder

    Very good article.Thanks Again. Will read on…

  • Cátia

    Responder

    Durante a gravidez, nunca pensei muito no parto, para ser sincera… tive um parto muito doloroso que durou 25 horas. Tantas vezes, no meio das dores horríveis que tive, pensei que preferia mil vezes uma cesariana…
    Fui internada na 6ª feira com ruptura de bolsa, fiquei deitada a levar antibiótico; só podia levantar a cabeça… Comecei com contrações leves pelas 15h00 de domingo (lembro-me que na visita das 15h00 já estava a senti-las) e a minha filha nasceu na 2ª feira às 17h07. No domingo às 23h00 tinha dores horríveis e 1cm de dilatação, à 01h chamei a parteira para o toque porque as dores estavam insuportáveis e ela disse que continuava com 1cm… na 2ª às 9h30 tinha 3 dedos e às 16h 4 dedos de dilatação… Tive que ser cortada e tive a médica e a parteira em cima de mim a empurrar a bebé porque já estava esgotadissima e não conseguia fazer força… Levei 2 doses de epidural, aliviou muito, é verdade, mas na hora H (talvez das 16h em diante +-) senti tudinho porque o efeito já era!

    A gravidez foi 5*, é o melhor do mundo ter a minha filha mas o parto foi uma experiência horrível sobre a qual não gosto muito de me lembrar. Quando penso num 2º filho confesso que penso numa cesariana só de me lembrar das dores horríveis que passei…. se o pós-parto é pior, não sei… só conheço a minha experiência…

Deixe um comentário