À conversa com a Enfermeira Patrícia Jorge – 5

0 Comentários

À conversa com a Enfermeira Patrícia Jorge – 5 – O banho do bebé

Hoje a nossa querida enfermeira vai falar na hora do banho, uma altura tão importante para os nossos bebés.

Espero que seja útil.

Beijinhos!

___

O banho

O momento do banho deve ser calmo e relaxante, aliando a higiene ao conforto e bem estar da criança.

Deve estabelecer-se uma rotina que nos primeiros meses de vida não necessita ser diária.

Os pais devem reunir e preparar todo o material necessário antes de iniciarem o banho.

Material:
Banheira / Balde
Água 36°C
Óleo / Gel de banho (adaptado ao tipo de pele do bebé)
Compressas
Toalha de banho com capuz
Creme hidratante
Fralda
Muda de roupa
Resguardo
Pente ou escova de cabelo
Tesoura de pontas redondas

1° Colocar a água na banheira por forma a ter quantidade suficiente para cobrir o corpo do bebé deixando a face de fora. Deitar o produto lavante diretamente na água. Verificar a temperatura da água com a face interna do antebraço enquanto se mistura à água com o óleo / gel de banho.

2° Despir o bebé e ir explicando o que vai acontecer. Independentemente da idade é muito importante a interação dos pais com os bebés. A pronúncia correta das várias palavras irá ajudar mais tarde a criança no processo da fala.

3° Apoiar a cabeça do bebé na face interna do pulso e segurar a axila do bebé com essa mão formando uma argola sempre que possível. Com a outra mão (que deverá ser a dominante) segurar as pernas do bebé e colocá-lo suavemente dentro de água.

4° Iniciar o banho do bebé pela cabeça, lavando e enxaguando com os dedos em movimentos rotativos e suaves. Inclinar a cabeça do bebé para trás por forma a não deixar demasiada água cair nos olhos.

5º Lavar o corpo diretamente com a mão ou com uma compressa descartável. As esponjas não se devem utilizar visto que após o banho ficam sempre húmidas e este é um meio propício à proliferação de micro-organismos.

6° Lavar pescoço, mãos, braços, axilas, tronco, barriga, pés, pernas, virilhas. Não esquecer lavar o espaço entre os dedos do bebé. O banho deve ser dado no sentido da cabeça para os pés e das zonas mais limpas para as zonas mais sujas.

7° Virar o bebé de barriga para baixo colocando o tronco sobre o pulso contrário, mantendo a argola feita com os nossos dedos em volta da axila por forma a manter a criança em segurança. Atenção não deixar cair a cara do bebé sobre a água.

8° Lavar as costas e o rabinho.

9° Virar novamente para a posição inicial e lavar os genitais no sentido descendente (no caso das meninas). No caso dos meninos, ter atenção à lavagem da zona em volta dos testículos. A retração do prepúcio (pele que envolve a glande) já não está preconizada realizar com esforço. Deve retrair-se apenas até onde é possível. A pediatra irá avaliar a necessidade de intervenção noutro sentido, a partir do primeiro ano de vida.

10° Retirar o bebé do banho, embrulhando-o numa toalha com capuz e colocando-o numa superfície plana e confortável com um resguardo por baixo.

11° Começar a enxugar a cabeça e em seguida o corpo, sempre com toques suaves e não com movimentos de fricção. Não esquecer secar as zonas de pregas cutâneas que não podem ficar molhadas com o risco de virem a fazer pequenas fissuras na pele. Se o seu bebé ainda tiver o coto umbilical, não tenha medo de manipular esta zona e seque-o bem, pois uma higienização incorreta deste pode levar a infeções graves.

12° Passar creme hidratante em todo o corpo, excepto na cara e nas mãos. A cara por causa dos olhos e as mãos porque os bebés levam constantemente à boca. Desfrutar do momento, realizando massagens com diferentes intensidades de pressão, ao gosto do bebé.

13° Colocar a fralda e vestir a primeira camada de roupa (roupa interior).

14° A limpeza dos olhos e face pode ser realizada nesta altura ou entre o passo 1 e 2, consoante a vontade dos pais. Especial atenção para a limpeza do pavilhão auricular e das narinas, sem a introdução de cotonetes nos orifícios.

15° Verifique se é necessário cortar as unhas dos pés ou das mãos. Nesta altura o crescimento é muito acelerado.

16° Vista o bebé de acordo com a temperatura ambiente.

17° Passe o pente / escova no cabelo do bebé suavemente a seu gosto.

Nunca deixe o bebé sozinho na banheira ou no trocador, nem por um segundo.

A prevenção de acidentes de quedas ou afogamentos é um dever de quem cuida das crianças.

Brinque muito e converse durante todo o processo dos cuidados de higiene. Os bebés recebem imensos estímulos benéficos nesta altura. São momentos de muita cumplicidade e interação entre pais e filhos.

As Mães também erram!
À conversa com um pai de gémeos - Tiago Reis Silva!
0 Comentários

Deixe um comentário