À conversa com a Nutricionista Inês Onofre Domingues – 4

1 Comentário

À conversa com a Nutricionista Inês Onofre Domingues – 4 – Importância do Pequeno-Almoço

A primeira refeição do dia é o pequeno almoço e como diz a Nutricionista, uma das refeições mais importantes do dia.

Vejam as dicas e o que ela tem para contar sobre esta refeição que ajuda os dias a começarem melhor.

Eu pelo menos nunca consigo sair de casa sem comer nada, nem que seja um iogurte ou peça de fruta!

Espero que gostem das dicas e do que vão ler, eu adorei e já estou a por algumas em prática.

Importância do Pequeno-Almoço

 O pequeno-almoço é das refeições mais importantes do dia, é aquela que fazemos após um período longo de jejum nocturno, é a refeição que ajuda a revitalizar as energias e preparar o corpo para o dia que começa. Muitas vezes as crianças fazem birras, dizem que não têm fome, que não querem comer, etc. porque ainda estão meias ensonadas ou simplesmente porque não criaram essa rotina matinal, é importante insistir com elas, com calma e paciência, para que o hábito desta refeição se erraize nos seus comportamentos.

Uma criança que não tome o pequeno-almoço ou que faça uma refeição pouco saudável de manhã tem maior probabilidade de chegar à  escola mais cansada, ter mais irritabilidade e défice de atenção, aspectos que a longo prazo acabam por prejudicar o seu rendimento escolar. Como incutir este hábito? O que oferecer às crianças ao pequeno almoço?

São questões comuns a muitos pais que sabem da importância de um pequeno-almoço saudável mas na correria das rotinas matinais, por vezes, acabam por ceder às birras ou ao que é mais prático. Pode não se começar por um grande pequeno-almoço mas devagar e sem pressões ir introduzindo alguns alimentos, nem que bebam apenas 1 copo de leite ou comam 1 iogurte ou 1/2 pão, estarão a criar rotinas que são o primeiro passo para que daqui a uns tempos consigam fazer refeições mais consistentes.

O corpo humano é um organismo de hábitos, por isso, rapidamente as crianças vão começar a sentir necessidade de fazer esta refeição que inicialmente não faziam. Primeiro é importante começar por pôr de lado uma vasta lista de alimentos processados ricos em açúcares de absorção rápida  e gorduras saturadas:

  • Croissant
  • Cereais de pequeno-almoço tipo chocapic
  • Leites achocolatados
  • Pão branco tipo carcaça ou pão de forma tipo pão  rico
  • Queques, bolos de arroz, donuts e bolicao
  • Bolachas e biscoitos
  • Pão de leite ou pão de deus

Sugiro 5 pequenos-almoços possíveis em alternativa aos alimentos referidos anteriormente:

  1. Iogurte com fruta e flocos de aveia
  2. Papas de aveia
  3. Panquecas de aveia com banana ou outra peça de fruta a gosto
  4. Pão de centeio com queijo e fruta ou sumo de fruta natural
  5. Ovos mexidos com 1 fatia de pão de centeio ou integral e 1 peça de fruta ou sumo de fruta natural

Lembre-se que é de pequeninos que se criam os hábitos, quanto mais rotinas saudáveis incutir nos seus filhos mais saudáveis eles serão, as suas escolhas de hoje definem as suas escolhas de “amanhã”. Contudo, neste processo de aquisição de hábitos alimentares saudáveis é sempre importante respeitar os seus timings, começar por alterações pequenas e gradualmente ir introduzindo alimentos novos e rotinas novas, vai ver que com tempo e paciência eles se começam a habituar.

Crianças com hábitos alimentares saudáveis serão certamente adultos mais saudáveis e com mais qualidade de vida, aposte no futuro dos seus filhos e ajude-os a criar comportamentos que geram saúde e bem-estar, a rotina de um pequeno-almoço saudável é dos primeiros passos para esse objetivo.

❤️

«
»
1 Comentários

Deixe um comentário