Esta semana chorei todos os dias…

26 Comentários

Esta semana chorei todos os dias…

Gostava de perceber mais a cabeça dos meus filhos!

Ultimamente, quando os vou buscar à escola, há sempre um que faz birras. Não há um dia que seja perfeito e em que todos se portem bem. Acabo por ficar frustrada e triste, por não saber mais como dar a volta à situação.

Às vezes até peço às professoras para me ajudarem, a ver se melhora, mas nada adianta…

Dou por mim cansada e muitas vezes acabo eu a chorar de desespero. Já foram muitas vezes, esta semana todos os dias… Valem os abraços e a ajuda das professoras, que compreendem a minha frustração e me dão mimo.

Tento conversar e pedir para serem amigos da Mãe e se portarem bem. Pedem desculpa, mas no dia seguinte é tudo igual ou pior…

Há dias em que me apetece largar tudo e fugir. Acho que também o cansaço é muito e por vezes fico mais sensível, mas isto desgasta uma pessoa.

Ufa, foi um desabafo, preciso de desabafar e de explodir!

Amanhã é a festa de Natal, a primeira das gémeas e espero que corra tudo bem!

Obrigada por estarem desse lado.

<3

Fim-de-semana Lisboa->Porto->Lisboa + Panda!
3 Noites a dormir mal??
26 Comentários
  • Cristina Gaspar

    Responder

    Como a compreendo… Por aqui é a mesma coisa, não há um dia perfeito, nem pouco mais ou menos, há sempre uma das gémeas que faz birra (mais de uma, claro!), e a mana mais velha também ajuda à festa…
    O desespero enquanto mãe é enorme.
    Há que não desanimar, pensar que o dia seguinte poderá ser melhor, mesmo tendo quasar certeza que será igual ou pior… Lol
    Beijinho mãe!

    • Adelina

      Olá, eu compreendo-a perfeitamente….mas não chore, não fique triste. Eu tinha uma filha com 4 anos e era assim como os seus e no dia 17 de maio 2016 ela faleceu de repente e eu hj penso e digo quem me dera estares a minha beira a fazer as birras todas e mais algumas …. Isto tudo sao fases, nos desesperamos mas é normal

  • Cristina Gaspar

    Responder

    Como a compreendo… Por aqui é a mesma coisa, não há um dia perfeito, nem pouco mais ou menos, há sempre uma das gémeas que faz birra (mais de uma, claro!), e a mana mais velha também ajuda à festa…
    O desespero enquanto mãe é enorme.
    Há que não desanimar, pensar que o dia seguinte poderá ser melhor, mesmo tendo quase a certeza que será igual ou pior… Lol
    Beijinho mãe!

  • Beatriz Vidal

    Responder

    Força Mariana!! :$

  • Rita Cardoso

    Responder

    Obrigada pelo post tão honesto e tão real!! Sim, pq me fez sentir que afinal não sou a unica a me sentir assim quando as coisas correm mal. A maternidade é definitivamente um desafio e acho que para mim o facto de tantas mulheres fazerem disto uma coisa tão rosinha e nunca falarem da parte negativa faz-me mts vezes sentir mal e um falhanço. Precisamos de mais mães honestas e verdadeiras! ❤️

    • Elsa

      Era exactamente o que ia escrever! Obrigada pela honestidade de ambas! Estou na mesma viagem…

  • Vera Coutinho

    Responder

    Como a compreendo e não sou mãe de Gémeos. Tenho duas filhas com diferença de 5 anos… mas o filme é o mesmo. Desde que fui mãe que percebi que a maternidade é um desafio diário e tem tanto de muito bom como de nos levar ao limite. Tenho pena que ainda se insista em dizer que é tudo fácil e cor de rosa, quando todas sentimos as mesmas inseguranças, dificuldades e os mesmos medos… obrigada

  • Cristina

    Responder

    Obrigada pelo post! É mesmo isto. Há alturas em que andamos mais cansadas e ficamos mais frustradas por não conseguir lidar com a situação… Força, melhores dias virão!

  • Daniela

    Responder

    Obrigada por este post tão sincero e honesto!
    Faz sentir que afinal não somos só nós a ter essas dificuldades em cada dia!
    Ser mãe é isso… Desafios, inseguranças e aprendizagem contínua!!
    Força Mariana

  • Rosário Meirelles

    Responder

    Força aí!!! São fases que acabam por passar… Mil bjs.

  • Ci

    Responder

    Igual em nossa casa. Filha mais velha com três anos e bebé com 8 meses. Ele é sossegado mas anda numa fase em que não quer comer a sopa. Portanto, à noite, já é o stress deste episódio. Todinho, ele preferia a papa 🙂 é mais docinha 🙂 A irmã foi sempre uma chorona, chora por tudo. Com o nascimento do irmão piorou muito pois tem muitos ciúmes. Na noite de terça feira esteve sempre a chorar das 18h

  • Ci

    Responder

    Até as 21h. Chorava porque não queria sopa, chorava porque a comida estava quente, porque a comenda estava fria, chorava por tudo e por nada. Brrrrrrr Ontem já foi muito melhor.

  • Adelina

    Responder

    Olá, eu compreendo-a perfeitamente….mas não chore, não fique triste. Eu tinha uma filha com 4 anos e era assim como os seus e no dia 17 de maio 2016 ela faleceu de repente e eu hj penso e digo quem me dera estares a minha beira a fazer as birras todas e mais algumas …. Isto tudo sao fases, nos desesperamos mas é normal

  • Dina Nunes

    Responder

    Boa tarde, compreendo perfeitamente o que está a passar, ultimamente tenho passado quase o mesmo. Também sou mãe de Gémeos (só dóis rapazes de 28 meses) todos os dias é uma chatice para os colocar na cadeira do carro para levá-los ao infantário há sempre um que faz birra, conto até 10, respiro fundo e corre tudo bem tirando os momentos que me esqueço. Estão tb na fase de quererem só o pai.

  • Magda

    Responder

    Olá,

    Eu tenho 3, e esta semana já chorei também.

    A mais pequena que tem 2 anos está impossivel, é birras para vestir, para comer, para se sentar na cadeira do carro. atira tudo para o chão. Grita. Esperneia. um filme

    Esta altura do ano é muito complicada, são as festas e apresentações da escola, das actividades e acho eles ficam muito cansados, e nós sempre a acumular.

  • Patricia

    Responder

    Olá acho que todas passamos por isso… aqui em casa também são 4 mas em fases muito diferentes: a mais velha, prestes a fazer 18 anos acha que já manda, o do meio com 13 em plena crise de adolescência e sem se poder dizer nada, o mais novo de 20 meses num misto de birras e ciumes do mano mais pequeno que tem 2 semanas e o bebé que chora porque é bebé Caos é a palavra de ordem aqui

  • Patricia

    Responder

    Caos é a palavra de ordem aqui e eu acabo sempre por chorar por me sentir incapaz de lidar com as necessidades de cada um…
    Divirtam-se hoje na festa de Natal

  • Verônica

    Responder

    Olá ainda bem que há mães a fazer este tipo de comentários, faz me sentir que afinal não sou louca e não estou só…
    Tenho uma ficha tripla, duas meninas com 16 e 12 anos e um bebê de 11 meses com mais energia que uma central elétrica. São o melhor do mundo, amo os mais que tudo, mas no meio de tudo às vezes sinto que deixo de existir como pessoa… Força a todas as mamães, é o amor que nos mo

  • Idenia Silva

    Responder

    Ao ler os vossos comentários fez me sentir melhor afinal não estou a ficar louca tenho um casal de gêmeos de dois anos e sempre que chegamos a casa e um caos se não é um e outro . obrigada

  • Lúcia R.

    Responder

    Olá a todas, tenho uma menina de 16 anos e um menino com 6, ela sempre muito calma e serena, ele sempre cheio de energia!!! Amo- os muito!!! Mas ao ler os vossos comentários entendo vos perfeitamente, passei por essas fases todas com ele, não querer comer, fazer birra por tudo e por nada, nâo querer ir para a cadeira, ele TEM UMA ENERGIA!!!! Mas com o tempo vai melhorando, não desistam!!!

  • Lúcia R.

    Responder

    Também chorei muitos dias, mas é o amor que sentimos por eles que nos dá força, para lutar mas vale a pena! Feliz natal!

  • Joana

    Responder

    As suas palavras poderiam ser escritas por mim… não está sozinha nesta “profissão” exercida 7 dias por semana, turnos de 24h e sem direito a reforma. Tantas vezes olhei para a chave do carro e pensei “É agora!!! Saio porta fora e não dou cavaco a ninguém!!!”
    Amanhã é outro dia, mas no dia seguinte seguinte fazem exatamente o mesmo ou pior…como eu a compreendo.

  • Patricia

    Responder

    Mães, é igual em todas as casas do mundo. A maternidade perfeita não existe. Ainda hoje à hora do almoço disse aos meus 4 filhos (18 meses, 3, 5 e 6 anos) o quão era desagradável estar à mesa com eles! E o pior é que quando me sinto assim, fico zangada com eles, comigo e com quem está à minha volta! Desespero!!!!
    Mas acredito que daqui a uns anos vamos olhar para estes momentos com satisfação.

  • Filipa

    Responder

    A maternidade traz nos o que de melhor tem a vida… Mas o que de mais louco e caótico tb!!! Também eu me sinto assim… Tantos e a tantos dias (ha quase 10 anos…….). Beijinhos

  • xana

    Responder

    Olá Mariana, compreendo o que sente. É mesmo isso… apetece-nos explodir e na verdade às vezes temos mesmo de explodir porque somos feitas de carne e osso e não de pedra.
    Como conselho: experimente que seja outra pessoa a ir buscá-los e que lhes explique porque não foi a Mãe buscá-los mas esteja em casa para recebê-los e com um sorriso na cara. Pode ser que ajude, espero que vos ajude. Bjs

  • Susana

    Responder

    Antes de tudo muita coragem e força!nao deve ser fácil de ter 4filhos pequenos!

    Por vezes é a maneira deles de sair o stress do dia deles!
    Eles também têm dias complicados e ao ver os pais(=confiança) desatam a chorar porque a comunicação deles ainda não da para explicar e sair o stress.Neste caso a única coisa é dar um grande abraço, beijocas e aceitar que eles choram…

Deixe um comentário