Os irmãos!

25 Comentários

 

Desde que pensei em ser mãe que imaginava ter 3 filhos. Para mim, um seria “pouco”- fui filha única durante muito tempo e a minha maior alegria foi ver nascer os meus irmãos!

Os irmãos

Mas, infelizmente, todos sabemos que, por diversas razões, nem sempre é fácil. Nem sempre é uma escolha termos um, ou dois, ou… 😔

Ter irmãos é uma benção! Desde que nasceram os meus irmãos eu fui uma pessoa muito mais feliz, mais completa. Por isso queria, se pudesse, ter mais do que um filho. Deus lá deve ter assistido às minhas alegrias com os meus irmãos ao longo da vida e resolveu logo dar-me a lotaria, ou seja, dois pares de gémeos.

Ter irmãos é ter alguém com quem partilhamos histórias, vivências. Com quem crescemos, não só em tamanho, mas como pessoa. Ter irmãos é ter alguém que vamos admirando, alguém que está presente em todos os nossos momentos. Alguém que brincou com os mesmos brinquedos, usou a mesma roupa. Alguém que, tal é a convivência, acaba as nossas frases. É ter alguém com quem partilhamos alegrias, tristezas, discussões, conhecimentos, conversas. Alguém com quem partilhamos a vida.

Não sei o que será ter um irmão gémeo, mas sinto que deve ser qualquer coisa de mágico. Desde logo, nascem com uma cumplicidade gigante e com uma noção de partilha. E, à medida que vão crescendo, imagino que essa cumplicidade, se “regada”, só venha a aumentar. Por exemplo, quando olho para a Matilde e o Tomás, vejo um brilho nos olhos contagiante sempre que se vêem e sinto que sentem as coisas um do outro e que gostam de estar sempre juntos. Por vezes até podem “roubar” o brinquedo um do outro, mas a verdade é que, até agora, nunca lhes senti com ciúmes um do outro, antes pelo contrário, gostam de brincar juntos (na verdade, acaba por ter mais graça!).

Vou adorar vê-los crescer e ver essa cumplicidade a desenvolver-se. Tenho bastantes tios diretos, mas a relação das minhas tias gémeas é diferente de todas as outras: é espectacular ver a amizade entre elas e perceber o quão cúmplices são! Olho para elas e penso “quero uma relação assim para todos os meus gémeos”!

Quem aí tem um irmão gémeo? Qual a relação?

 

 

Ovos cozidos aveludados com cenouras e massa tricolor de ervilhas
Alimentação saudável!
25 Comentários
  • Ana

    Responder

    Eu tenho! Temos 30 anos e somos as melhores amigas. Vivemos em paises diferentes mas falamos todos os dias. Qdo ela sofre eu sofro em dobro e preferia que fosse comigo. Alias as vezes nem contamos uma a outra as coisas tristes porque sabemos que a outra vai sofrer horrores mesmo sendo algo menor como ter uma borbulha nova antes de um date. Uma coisa te aviso: ser mae de gemeos e uma dinamica diferente porque os gemeos tem um amor incondicional que vem antes do amor pelos pais. Se as vezes estavamos a pancada e entrava a minha mae e se zangava nos faziamos as pazes no segundo e comecavamos a dizer a minha mae k ela nao tinha nada a ver com aquilo. Tenho dezenas de historias giras de crescer com uma gemea. Coisas de arrepiar, as vezes da ideia que partilhamos um cerebro porque mesmo a distancia e sem falar dizemos as mesmas coisas e fazemos as mesmas coisas. Beijinhos e boa sorte

    • Mariana Seara Cardoso

      ❤️ ❤️

  • Inês barbosa

    Responder

    Ver as minhas filhas gémeas, de 4 anos, é muito giro.
    Estão sempre pegadas, mas não fazem nada uma sem a outra.
    Tanto uma como outra se pedem uma fatia de queijo, por exemplo, dizem sempre, “E para a mana?”
    Pedem sempre a opinião uma da outra, para tudo.
    Gostam de se vestir diferentes mas com roupa parecida.
    Se uma faz um totó, a outra também quer. Se só usam uma bandolete, é para as duas!
    Apesar das “dificuldades”, porque acima de tudo, são 2 crianças, e 2 crianças dão trabalho, vê-las interagir, brincar e a cumplicidade entre as 2 é…. FENOMENAL.

    • Mariana Seara Cardoso

      ❤️❤️

  • Carolina Maciel

    Responder

    Olá 🙂 eu tenho uma irmã gémea. Temos 23 anos e desde sempre fomos muito unidas. Uma estava doente e na semana a seguir a outra também ficava, sempre fomos umas bebés muito calmas (segundo a minha mãe) brincavamos muito uma com a outra. Hoje em dia estamos “separadas” a minha irmã está na Suíça emigrada com o marido, o meu pai e a minha irmã mais nova. Daqui a nada a minha mãe e o meu irmão do meio também vão, na possibilidade de ter uma vida melhor. Sim tenho muitas saudades dela, mas temos muitos meios de comunicação e falamos todos os dias a toda a hora. Eu ficarei cá pois tenho o meu trabalho fixo e um namorado que me apoia e ajuda muito. Bem, já falei mais do que o assunto a que te referes, mas sim é uma sensação maravilhosa ter um irmão gémeo. É muito bom ter uma família grande 🙂
    Adoro o blog, os teus filhos são lindos.
    Parabéns pelo blog e pela família LINDA 🙂
    BEIJINHO *

    • Mariana Seara Cardoso

      ❤️❤️

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Carolina,
      Obrigada pela partilha da tua história. É bom ouvir vários testemunhos, ainda bem que hoje em dia temos todos estes meios para estarmos sempre perto de quem gostamos.
      Beijinhos.

  • MARIA DE JESUS NUNES

    Responder

    OLÁ MARIANA, EU NÃO TENHO GÉMEAS, MAS TENHO TRÊS PRINCESAS EM CASA. UMA COM 6 OUTRA COM 5 E A BEBÉ COM 1, CADA UMA COM O SEU FEITIO, MAS MUITO UNIDAS AS TRÊS. COM O NASCIMENTO DA TERCEIRA PENSEI QUE O CIÚME IA PAIRAR, MAS ENGANEI-ME COMPLETAMENTE, DURANTE A GRAVIDEZ TENTEI SEMPRE ENVOLVÊ-LAS AO MÁXIMO, E ASSIM PERDUROU APÓS O NASCIMENTO DA MANA MAIS NOVA. AS TRÊS DÃO-SE MARAVILHOSAMENTE E A BEBÉ PASSA A SER A BONEQUINHA DAS MAIS VELHAS. NESTE MOMENTO CÁ EM CASA É UMA ALEGRIA CONSTANTE COM AS TRÊS. PARABÉNS PELA SUA CORAGEM E MUITA SAÚDE E FELICIDADES PARA VOCÊS OS 6… SEJAM FELIZES

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá!
      Obrigada pela partilha e força!
      Beijinhos

  • Patrícia

    Responder

    Nem tudo é um mar de rosas. Sou gémea, verdadeira, há 39 anos. Temos histórias mirabolantes, giras, mas também existem coisas menos boas que só os gémeos sabem. Como gémea, como mãe e como educadora de infância que sou tento sempre chamar a atenção de que os pais têm de deixar de os ver aos pares. Eles nasceram aos pares mas são seres únicos e individuais, e convém ser assim que cresçam. Nada pior do que crescer a ouvir durante o tempo todo: “quem és tu? A X ou a Y?” e piora se os pais os vestem de iguais e os colocam na mesma sala de JI ou do EB. As crianças têm de crescer e formar a sua identidade, no caso dos gémeos (do mesmo sexo) a coisa piora duplamente, porque não só têm de se afirmar perante a sociedade como uma pessoa individual, como também têm de se afirmar diferentes da irmã ou irmão. Acreditem não é fácil, por isso convém que os pais (o mais cedo possível) tomem consciência dos problemas que podem existir, principalmente na fase da adolescência. Algumas sugestões: não tratar por “as gémeas”, cada uma tem o seu nome; para facilitar isso, vesti-las de modo diferente (ajuda na distinção); sempre que possível possibilitar experiências em que não esteja a irmã (muitas vezes as crianças não sabem o que fazer pois não estão habituadas a estarem sozinhas); colocá-las em salas diferentes no JI e na escola do EB (para que possam crescer e desenvolverem-se sem comparações).
    Isto é simplesmente a minha opinião como pessoa gémea. Vocês é que são os pais e sabem muito bem o que é o melhor para os vossos filhos. 🙂 Desejo-lhes as maiores felicidades. 😉

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Patricia,
      Obrigada pela partilha é óptimo poder contar com estes testemunhos.
      Um grande beijinho e vá aparecendo.
      Obrigada.

  • L.

    Responder

    Descobri este blog por acaso. Que aventura. Imaginar o que passaram, as sensações deve ser indescritível. As alterações que a vida sofreu…
    Mas os bons momentos devem compensar de certeza absoluta.

    Espero que não se importem de publicitar o blog que comecei hás dias:

    https://escrivarias.wordpress.com/

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada!
      Claro que não me importo.

  • Sofia

    Responder

    Ola Mariana,comeco por te dar os parabens pela linda familia que tens..eu tenho dois meninos gemeos de dois anos. Quando soube que estava gravida de gemeos fiquei em panico porque tonga tanto medo de nao ser capaz mas hoje digo que foi a maior bencao que Deus me deu..e magico ve-los crescer juntos,ver a cumplicidade deles..o trabalho e imenso mas tudo tudo compensa..gostava d ter mais um filho mas..sera que vem mais dois?!

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá!
      Como vê tudo é possível.
      Mas é muito bom.
      Beijinhos e tudo a correr bem.
      ❤️❤️

  • Ana Moura

    Responder

    Olá Mariana! Que benção tão grande 🙂
    Eu tenho um Martim com 6 anos e um casal de gêmeos com 4, a Lia e o André. Escusado será dizer que todos os dias são uma animação, novas descobertas, novos desafios. Pensava eu que a fase mais difícil era a primeira, mas conforme crescem exigem mais de nós. Tenho o privilégio de ser mãe a tempo inteiro 🙂 um trabalho único que nos trás alegrias inigualáveis, contudo é muito desgastante! Espero que tudo corra bem com os 4 🙂 tudo de bom!

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Ana,
      Obrigada pelo apoio e partilha. É bom conhecer outras histórias e realidades.

  • Paula Martin

    Responder

    Tenho duas meninas gêmeas que fizeram 16 anos no passado dia 28.
    A cumplicidade delas assusta!!!! Desde pequenas, ora discutem, ora 5 minutos depois estão aos beijos e abraços. Este ano, como já tinham conta de facebook, dedicaram mensagens uma à outra que nos puseram lágrimas nos olhos!
    Desde pequenas que a preocupação pela outra é maior do que por si mesma! Se dava uma bolacha a uma já sabia que tinha que dar 2, pois a resposta era “E pá mana?” Se comprar um par de calças para uma, não saio da loja sem outro par (mesmo que a irmã não queira!!)
    Costumo dizer: É tudo a dobrar na despesa, mas não é mais do que receber o amor delas a dobrar! As nossas vidas transformaram-se por elas… Lutamos mais por elas… e elas retribuem com os seus 4 braços à volta dos nossos pescoços. Elas sabem o que é a partilha desde o meu ventre, por isso é muito mais fácil elas perceberem a partilha a 4 e os sacrifícios que fazemos por elas…
    Ser mãe de gémeas(os) é uma bênção!!!

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Paula,
      Que palavras bonitas e tão cheias de amor.
      Sinto e espero que aqui seja igual, os sacrifícios valem todos a pena quando olhamos para eles e vemos o amor deles. ❤️❤️
      Obrigada pela partilha.
      Beijinhos

  • Liliana

    Responder

    Olá. Tenho 27 anos e tenho uma mana gémea e um irmão mais velho. E a cumplicidade é totalmente diferente, talvez por sermos as duas meninas, mas é muito bom ter sempre alguém com quem contar. Eu e a minha mana contamos tudo uma á outra… Até os nossos maiores segredos que mais ninguém sabe… Estamos sempre lá quando uma precisa, ou mesmo quando não precisa. Durante todos os anos que estudámos fomos da mesma sala, da mesma turma, andámos sempre lado a lado e não há melhor coisa que isso. Somos muito diferentes em personalidade, mas temos um amor uma pela a outra que é algo incomparável. Muitas felicidades =) Beijinhos

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá Liliana,
      Obrigada pelo apoio e partilha. É bom ouvir testemunhos de gémeos.
      Beijinhos. ❤️❤️

  • Bárbara Santos

    Responder

    Óla Mariana! Que família linda!
    Eu tenho uma irmã gémea, somos gémeas falsas e sempre fomos o oposto uma da outra em tudo. De pequeninas muitas vezes nos chateámos e andávamos sempre às turras. Os meus pais diziam sempre que os irmãos tinham de ser os melhores amigos, mas para nós naquela altura não fazia sentido. Hoje em dia é mais ao contrário porque até se chateiam quanto estamos demasiado na galhofa. A adolescência fez muita diferença para nós, principalmente porque no Secundário ficámos em turmas separadas, sinto que isso fez com que aproveitássemos melhor o tempo juntas, até porque antes não dávamos valor porque estávamos sempre juntas! LITERALMENTE! Sempre andámos na mesma turma e os meus pais achavam que para onde uma fosse a outra também tinha de ir. Recebíamos sempre presentes iguais com medo que tivéssemos ciúmes uma da outra. A minha mãe vestiu-nos iguais até termos 10 anos! Cabelo e tudo! Seriamos a cópia uma da outra se fisicamente fôssemos iguais. Mas não, porque eu sou completamente pai e a minha irmã Joana é completamente mãe. Ainda temos dois irmãos mais velhos, e adoro! Desde pequena que adoro principalmente ter irmãos (rapazes) mais velhos, porque nos protegem, ainda hoje, temos 19 anos e somos as ‘meninas’. Adoro ter irmãos e nunca me imaginava filha única, ou ter só um filho, sinceramente acho egoísmo. O amor e a cumplicidade de irmãos é maravilhoso! De todos os netos na família somos os mais cúmplices entre nós, e toda a gente adora ver isso. Por outro lado acho que aquilo da telepatia dos gémeos é mito, pelo menos connosco nunca aconteceu. Talvez porque nunca fomos gémeas muito unidas, logo dentro da barriga estávamos separadas, a minha mãe tinha tudo a dois.
    Seja como for, a tua família é linda e o teu casal de gémeos parece ser mesmo uma equipa. As Marias mais novas também são uns amores! Muita sorte, pois segunda a minha mãe ter gémeos não é pêra doce, muito menos aos pares!
    Beijinhos

    • Mariana Seara Cardoso

      Olá!
      Muito obrigada pela tua partilha, foi importante ver o que escreveste, já aprendi um bocado!
      Obrigada aparece sempre!
      Beijinhos ❤️❤️

  • Susana Fontes

    Responder

    Tenho uma gemea . Temos 33 anos e vivemos em paises diferentes, eu em Inglaterra e ela em Espanha. Vemo-nos de 3 em 3 meses, pois nem sempre que vou a portugal ela vai . É uma cumplicidade que nunca se perde e é um amor para sempre. Sinto que nunca vou estar só nesta vida. Independentemente de namorado ou marido , a minha irma é para sempre. Boa sorte

    • Mariana Seara Cardoso

      Adorei! Obrigada pela partilha. <3

Deixe um comentário