Rapazes…mau comportamento?

11 Comentários

Rapazes…mau comportamento?

Hoje é um dia em que vou dormir triste.

O meu dia começou mesmo bem, com um treino às 7h da manhã que me deu energia para o dia todo.

Fiz uma coisa muito gira que estou a pôr por escrito para partilhar com vocês, para já posso dizer que estou orgulhosa e feliz comigo mesma.

Estava tudo a correr bem até chegar à escola e me dizerem que o Tomás se portou mal na aula de teatro e que teve de sair… 🙁

Fiquei tão mas tão triste… a auxiliar também não me soube explicar mais, mas já pedi para saber.

Falei com o Tomás que começou a chorar e não me conseguia contar. Falei com calma, apesar de triste. Não consegui perceber porque ele só me disse que fez brincadeiras na aula.

Amanhã quero mesmo tentar perceber o que se passou. Ainda assim, para perceber que fez mal, chegou a casa, tomou banho, jantou e foi para a cama cedo, bem cedo.

Teve que ir pensar no que fez, porque ele não é assim mal comportado, pelo contrário, ajuda sempre as professoras na escola e a nós em casa.

Mas a verdade é que de há duas semanas para cá anda mais mal comportado e birrento.

Fico triste e a tentar perceber o que se passa.

Já lhe disse que na próxima aula tem de pedir desculpa, porque ele é bem comportado e não vai voltar a fazer.

Por aí alguém passou pelo mesmo? Dicas?

Com as meninas apesar de algumas birras nunca tive maus comportamentos.

Programas fim-de-semana 26 e 27 de Maio
Orgânico e com certificação?
11 Comentários
  • Alcina Dias Campos

    Responder

    Perceber o que se passou de verdade e depois atuar em conformidade. Estas coisas têm que ser cortadas logo pela raiz.

    • Mariana Seara Cardoso

      Pois, estou a tentar perceber tudo.
      Obrigada.
      Um beijinho

  • Andreia

    Responder

    Talvez seja uma tentativa de chamar à atenção. Pode estar numa fase em que necessita de estar com os pais mais tempo.

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pelo apoio.
      Beijinho

  • Isabel

    Responder

    Investigar esse “teve de sair”.. é uma criança pequena, não me parece razoavel “ter que sair” de aula nenhuma…

    • Mariana Seara Cardoso

      Já estou a investigar. 🙁
      Obrigada.

  • Raquel

    Responder

    Perceber a causa de andar mal comportado e não se focar apenas no comportamento em si. Fica a dica de leitura do livro “educar com mindfullness”. Visite o nosso blog sempre que desejar (perlimrimpim.com). Um beijinho.

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada, são ótimas estas ajudas.
      Beijinhos

  • tresacontaquedeusfez

    Responder

    Tenho dois rapazes gémeos com quatro anos e uma menina com dois e meio. Inspirada em si criei também um blog
    Hoje ao ler o seu post não resisti em comentar… A semana passada tive uma situação idêntica com um dos gémeos que se portou mal da aula de judo. Falei com ele com calma e com a educadora para tentar perceber o que aconteceu… A primeira ideia que me passaram foi um pouco assustadora! b

    • Mariana Seara Cardoso

      Obrigada pela partilha, também estou assustada…

      O meu filho era muito bem comportado.

      Espero que as conversas façam efeito.

      Qual o blog? Que bom, fico contente. 🙂

      Um beijinho e tudo a correr bem também aí em casa.

      P.S. Envie um email para blogaospares@gmail.com com o seu para lhe enviar uma entrevista 🙂

  • Lúcia

    Responder

    Primeiro de tudo perceber o que é “portar mal”… Será que o Tomás teve plena consciência do que fez? E porque é que foi errado?
    Depois os pais têm de alinhar expetativas com a realidade de educar crianças.
    É normal as crianças “portarem-se mal”, não nasceram ensinadas e por isso estamos cá nós.
    Estão a aprender tudo, mas mesmo tudo.
    Por isso estão cá os pais.

Deixe um comentário