Saudades da Carminho e da Francisca?

2 Comentários

Saudades da Carminho e da Francisca?

Recebi algumas mensagens a perguntar se não tínhamos saudades das nossas Twins.

Claro que sim, óbvio.

Mas, com a intensidade dos nossos dias a 6, não estávamos a proporcionar o tempo com qualidade, o que estava errado. Estávamos a passar uma fase complicada, com muitas birras, sem ajudas, e era preciso parar.

Inicialmente planeávamos ir só os dois. Mas afinal, a Matilde e o Tomás já estão numa idade em que iriam aproveitar e pensámos, porque não juntá-los a esta nossa aventura.

A verdade é que não podíamos ter tido melhor opção. Estes dias foram importantes para a Matilde, para o Tomás e para nós, que estávamos muito cansados e precisávamos de dias com tempo.

Eles mereciam e elas quando crescerem mais um pouco também terão a sua oportunidade. Elas ainda não iriam desfrutar tanto e, para além disso, estavam ótimas com os meus sogros que as trataram divinalmente e andaram felizes, que é o que importa!

Agora é matar saudades, estarmos os seis no mimo e voltar às rotinas.
Elas sentiram menos a nossa falta do que nós, acreditem.

A intensidade dos nossos dias precisava que parássemos para ter uns dias assim, calmos.

A Matilde e o Tomás tiveram uma experiência que é rara: ter a nossa atenção a 100%. Isto ajudou para que corresse tudo bem e quase sem birras. Cresceram muito e viram realidades e culturas diferentes, e acho que lhes fez muito bem!

Vou contar a nossa viagem toda e deixar várias dicas!

Desculpem a ausência no blog, mas a internet não é o forte nas Filipinas e carregar alguma coisa é quase horas e horas.

 

Reencontro dos 6!
Brothers and Sisters!
2 Comentários
  • Ana Proença

    Responder

    Mariana, concordo plenamente consigo, se é possível realizar esses passeios em casal ou com um dos pares de gémeos, deve aproveitar, essas vivências ficam para sempre nas vossas memórias! E as manas poderam reforçar os laços de afetos com os avós, uma relação importantíssima no crescimento e desenvolvimento de todas as crianças!

  • M

    Responder

    Um ano de diferença entre eles não é muito… as pequenas também poderiam ter gostado dos pais só para elas.

Deixe um comentário