Abraços, brincadeiras e ciúmes…

3 Comentários

Ter quatro filhos nem sempre (quase nunca 🙂 ) é fácil, então quando um deles está doente e pede por mais atenção que os outros, ainda mais complicado se torna.

Desde o nascimento das gémeas que não me lembro de ver tantos ciúmes cá por casa. De facto, estes últimos dias têm sido demais, uma vez que todos querem atenção e, no fundo, só uma é que está doentinha. Mas todos, exceto o Tomás que está numa diversão só, querem mais atenção que o normal e pedem muito mas muito mimo.

Têm sido dias de difícil gestão e de muito choro cá por casa, hoje então foi um dia que só mesmo a alegria do Tomás para me reconfortar.

Durante a tarde, enquanto tentava trabalhar um bocado, uma chamava, depois a outra também chamava e eu sem conseguir fazer nada. Em simultâneo, a Matilde começa a fazer uma grande birra por nenhuma razão em especial; pedia colo, e dei colo, mas as outras duas começaram a ver e no meio de tanto choro também pediam colo e mimo. Entre uma a chorar e depois a outra, do nada tinha as três a chorar e eu quase que chorava também, aparentemente por nenhuma razão, apenas queriam todas atenção e uma das gémeas chorou porque viu a outra triste, tipo “estou contigo”! Eu já estava a ficar desesperada!

Passado um bocado, ao fim de uma grande conversa, lá consegui acalmar as três e estive com elas a jogar jogos, ficaram todas contentes aos abraços como se nada tivesse acontecido.

Mimo para cá, mimo para lá, todas contentes, até à Matilde começar a fazer outra birra e a chorar do nada…. e, mais uma vez, por nenhuma razão aparente, só mimo e saudades do Tomás presumo pelas várias vezes que falou dele e que disse que queria brincar com ele. Acabei o dia cheia de dores de cabeça e com a cabeça feita em água.

Existem dias em que o melhor seria nem nos termos levantado e passar simplesmente o dia à frente.

Amanhã, se Deus quiser, já vão os dois para a escola (uff)…

Um beijinho e ate amanhã!

Hoje apelo ao voto, só temos até amanhã para votar no blog!

OBRIGADA!

Quartos com pinta para os nossos filhos!
Matilde doentinha....
3 Comentários
  • Daniela

    Responder

    É difícil quando temos todos ao mesmo tempo a querer a nossa atenção! E apesar de termos sempre a noção que eles crescem demasiado rápido e que é uma fase, nesses dias só apetece fugir! Coragem e muita força!
    Nota: tenho votado em 3 sítios diferentes todos os dias espero que ganhe!
    Beijinhos a todos

  • Dona Foca

    Responder

    Por cá são só dois e também tenho dias desses difíceis em que o colo nunca chega para os mimos desejados, nem quero imaginar com quatro! E escolhem sempre os dias em que estamos mais ocupadas com seja o que for para pedirem mais atenção! Por aqui, curiosamente, é o mais novo o ciumento! Não posso dar um abraço ou um beijinho ao mais velho que não venha o bebê logo a correr a choramingar por atenção! Força! Amanhã será certamente um novo dia e bem mais calmo…

Deixe um comentário